Crescimento do m-commerce no Brasil: quais as razões?

O m-commerce cresceu 41% em 2018, enquanto o e-commerce como um todo registrou apenas 12% no mesmo período

*Por André Dylewski, country manager da RTB House no Brasil

Ser digital é premissa básica para quem quer ser competitivo, e identificar as mudanças do comportamento dos consumidores é a primeira regra para entrar nessa nova era. Quer uma prova? O m-commerce cresceu 41% em 2018, enquanto o e-commerce como um todo registrou apenas 12% no mesmo período, conforme dados do 39º Webshoppers, principal relatório sobre comércio eletrônico, realizado pela EBit.

Os varejistas estão de olho nesses números e na evolução do mercado de aplicativos. Se o m-commerce (ou e-commerce móvel) passou a ser uma grande oportunidade de negócios para as empresas do setor, o desafio agora é entender como explorar esse potencial no Brasil. Afinal, investir em mobile me trará sucesso no curto prazo? Para chegarmos a esta resposta precisamos antes analisar melhor alguns fatos.

A tendência de crescimento no volume de transações via dispositivos móveis se explica em boa parte pela facilidade e comodidade que o celular proporciona, mas também pelo aumento do tempo gasto nesses aparelhos. Segundo dados da Statista, empresa global de estatística, o brasileiro é o campeão mundial de tempo gasto no smartphone – a média nacional é de quatro horas e 48 minutos por dia. Lideramos o top 5 ao lado de China, Estados Unidos, Itália e Espanha, que não passam de três horas de conexão.

Evolução rápida rumo ao mobile

Podemos afirmar que o smartphone é o dispositivo preferido dos consumidores para acessar a internet, e é também onde passam a maior parte do tempo, superando a TV, rádio e veículos impressos. Se o cliente é “mobile”, as marcas que conseguirem explorar este canal de mídia da melhor forma certamente verão o impacto imediato na performance de suas campanhas.

A boa notícia é que tanto anunciantes quanto fornecedores já estão se preparando para este cenário. Segundo o estudo Digital AdSpend, produzido anualmente pela IAB Brasil, foram investidos R$ 16,12 bilhões em publicidade digital no Brasil em 2018. Sendo que 67% foram destinados ao mobile e 33% para desktop e tablets.

Ainda de acordo com o IAB, os investimentos em mobile no Brasil (67%) já ultrapassaram os gastos no mercado americano (65%) e do Canadá (52%), segundo dados da IAB Brasil. Essa realidade reflete que o mercado vem se adequando às mudanças dos consumidores, e já percebeu que é necessário estabelecer novas conexões com esse público.

Publicidade móvel também exige personalização

Uma das estratégias já bem conhecidas por alavancar o engajamento e as conversões das vendas online, o retargeting, também vem se mostrando bastante poderoso no ambiente mobile. O objetivo do retargeting móvel é impactar os consumidores em seu smartphones e guiá-los novamente para dentro do App do anunciante.

Na indústria da publicidade, as soluções baseadas em inteligência artificial estão se tornando obrigatórias para superar a concorrência. Os algoritmos de IA, sobretudo o deep learning, tornaram-se a resposta para o maior desafio do profissional de marketing: entender o potencial de conversão do usuário e seus interesses, para conseguir atrair sua atenção de forma relevante e não-invasiva.

Com o uso da inteligência artificial é possível ajustar inúmeros parâmetros da campanha, como frequência, conteúdo dos criativos e produtos exibidos, tudo isso de acordo com o perfil de cada consumidor. Esses anúncios segmentados e altamente personalizados são uma ferramenta poderosa para reengajar usuários e impulsionar as receitas via app.

André Dylewski, country manager da RTB House no Brasil
André Dylewski, country manager da RTB House no Brasil 
Anúncios

Jabra lança primeira solução de vídeo conferência plug-and-play com imagens em 180° do mundo

Com usabilidade simples e intuitiva, a Jabra PanaCast capta imagens de alta qualidade em 180°

Em um mundo completamente conectado, encontros e reuniões presenciais não são mais tão usuais. Com o objetivo de melhorar a eficácia e aumentar a produtividade de conference calls, a Jabra lança no dia 19 de setembro, em São Paulo, a PanaCast, o primeiro dispositivo plug-and-play de vídeo do mundo, que realiza a captação de imagens panorâmicas, com ângulo de 180°, e em qualidade 4k.

Projetada para o uso em salas de reuniões com o conceito de Huddle Rooms (salas compactas), a PanaCast é o mais recente gadget assinado pela Jabra, referência mundial em soluções de áudio. Dotado de três câmeras de 13 megapixels cada, que trabalham de maneira integrada, o dispositivo também possui dois microfones embutidos,  e promove a captura de imagens em até 180°, sem pontos cegos. “Esse é um produto com tecnologia inovadora, que vem para melhorar a qualidade das reuniões. As câmeras disponíveis no mercado, contam com uma angulação máxima de 120°”, explica Denise Freire, Gerente de Canais na Jabra. “Se pensarmos no cenário corporativo atual, onde os escritórios estão cada vez menores e as salas de reunião cada vez mais disputadas, é imprescindível que elas estejam bem equipadas. Dessa forma, a Jabra PanaCast chega para agregar e atender a essa demanda de mercado”, complementa Freire.

O lançamento conta ainda com outros benefícios. Um deles é o zoom inteligente, que possui um detector de presença e pode abrir ou fechar, automaticamente, o seu ângulo de gravação, de acordo com a quantidade de pessoas presentes na sala, além de também ser capaz de detectar pessoas a até 3,5m de distância da câmera. Outras ferramentas disponíveis na Jabra PanaCast são o Vivid HDR, uma solução que realiza a compensação da luz ambiente de acordo com a iluminação da sala, e o Whiteboard, funcionalidade que captura imagem de um quadro branco no qual estejam sendo feitas anotações durante a video conferência, o que promove maior interação em tempo real entre os participantes. É importante ressaltar que a Jabra PanaCast é certificada para o uso na plataforma da Microsoft Teams, além de ser compatível com outras como Zoom, Cisco Webex, Skype For Business, Google Hangouts, entre outros.

“A PanaCast é um dispositivo extremamente intuitivo e democrático – o produto dispõe de conectividade plug-and-play, que faz com que o usuário precise, apenas, conectá-lo a porta USB de seu computador e começar a usar, sem que haja a necessidade de realizar qualquer tipo de instalação”, explica Denise. “Além disso, o produto fornece informações por meio de sua API (“Application Programming Interface” ou “Interface de Programação de Aplicativos”, em tradução livre), promovendo maior automação do fluxo de trabalho da empresa e permitindo uma gestão fácil dos seus recursos, tudo por meio da análise de dados feita pela ferramenta”, finaliza a executiva.

Sobre a Jabra no Brasil e SigmaOne –

Parte do GN Group, a Jabra é referência na criação de recursos de áudio no mundo. Há oito anos no Brasil, a marca se destaca pela inovação, qualidade e uma linha completa de produtos direcionados ao mundo corporativo. Com aproximadamente 2,3 mil clientes apenas no Brasil, a Jabra contabiliza o índice de taxa de conversão em venda de 80% quando os clientes vivenciam os produtos e conta com uma equipe de 180 engenheiros que trabalham continuamente para o desenvolvimento de seus produtos. Esse é o mundo Jabra, distribuído pela SigmaOne por meio de sua sede em Curitiba, unidade de negócio em São Paulo e revendedores em todo o Brasil. 

 

Jabra_Panacast_Angle_3_DB_(3)

Ministro Wagner Rosário apresenta dados sobre corrupção e inteligência artificial em congresso de auditoria

 
Titular da pasta da CGU, apresentou números que apontam um bloqueio de R$ 812 milhões em licitações, apenas este ano, feitos com o auxílio de algoritmos associados à tecnologia de inteligência artificial. A palestra foi realizada para mais de 900 profissionais durante o Congresso Brasileiro de Auditoria Interna

O combate à corrupção em estatais com o apoio da robótica foi o tema central da apresentação do ministro Wagner Rosário, da Controladoria-geral da União (CGU), na manha desta terça-feira (17) na capital catarinense. O responsável pelo órgão, expos dados significativos com resultados recentes obtidos por meio do uso da inteligência artificial. “Intensificamos este ano o uso de algoritmos principalmente nas áreas de licitação e conseguimos frear R$ 812 milhões em processos que não eram necessários ou estavam irregulares”, revelou Rosário.

Só neste ano, até agosto, foram 15 pregões cancelados ou suspensos. O sistema busca identificar riscos que expõem as organizações públicas por meio de análises de textos. “Agimos antes que a licitação, ocorra de forma eficiente e sem a necessidade de contar com diversos servidores nesses processo”, explicou o ministro. Segundo ele, as novas funcionalidades têm gerado resultados que contribuem para desestimular a abertura de pedidos de licitação desnecessárias, dando mais coerência às metodologias.

O ministro, que atendeu a imprensa local antes de sua apresentação, lembrou que o país tem avançado significativamente no combate à corrupção e má gestão pública, tendo gerado um benefício ao governo federal da ordem de R$ 29.8 bilhões nos últimos seis anos. “Só no ano passado foram R$ 7 bilhões, e isso de um órgão que custa R$ 1 bilhão para operar”, lembrou.

Sobre os acordos de leniência as cifras também impressionam. São R$ 11.5 bilhões de desde de 2017, com a maioria fechada ano passado. O ministro estima que só em 2019 tenha sido acordado algo entre R$ 3 e R$ 4 bilhões até agosto.

Além de utilizar em licitações, a CGU aplica a inteligência artificial nas análises de trilhas de pagamentos de pessoal, com 94 ferramentas que rodam todos os meses em sistemas pelo país. Há também o uso de algoritmos nas análises de prestação de contas de convênios, no qual a tecnologia auxilia tanto na identificação de irregularidades, como na liberação de processos automáticos, nos casos em que não foram encontradas provas de fraudes. “Isso agilizou demais os sistemas e trouxe muita economia para o governo”, revelou Rosário.

A 39a edição do Congresso Brasileiro de Auditoria Interno (Conbrai), que quebrou recorde em participação, termina nesta terça-feira com apresentação de Gil Giardelli, professor global de MBA e colunista da Band News. Mais informações sobre o evento em: iiabrasil.org.br/conbrai

Serviço

Conbrai – 39º Congresso Brasileiro de Auditoria Interna
Quando: 15 a 17 de setembro
Local: Centro de Exposições – Centrosul – Av. Gov. Gustavo Richard, 850 – Centro – Florianópolis (SC)
Informações: eventos@iiabrasil.org.br – Tel.: (11) 5023-1919 – iiabrasil.org.br/conbrai

Sobre o IIA Brasil

O Instituto dos Auditores Internos do Brasil completou 58 anos de fundação sendo uma das cinco maiores entidades da carreira do planeta, entre os 190 países associados ao The Institute of Internal Auditors –The IIA, a mais importante associação do setor no mundo. Referência na América Latina, o IIA Brasil auxilia na formação de outros institutos como o IIA de Angola. No Brasil, a entidade coordena todo o processo de obtenção de certificações internacionais, como o CIA (Certified Internal Auditor), além de promover debates, cursos técnicos, seminários e o Conbrai – Congresso Brasileiro de Auditoria Interna.

Os celulares mais buscados no Zoom em agosto: Samsung domina com linha Galaxy A

unnamed (25)

Estratégia da Samsung para o segmento intermediário emplaca cinco modelos no Top 10, mas Xiaomi tem o smartphone mais buscado

 

Zoom, plataforma de comércio eletrônico, divulga a lista de celulares mais buscados no mês de agosto de 2019. A Samsung foi a marca de smartphone mais procurada no período de 01 a 31 de agosto. Esse cenário é semelhante ao observado no mês de julho, no qual a  fabricante sul-coreana emplacou cinco modelos da nova linha Galaxy A no Top 10 de celulares mais buscados.

Apesar do sucesso da Samsung, o posto de smartphone mais procurado ficou para o Redmi Note 7, da Xiaomi. A Motorola também aparece na lista com dois modelos, o Moto G7 Play, e o Motorola One Vision, que eram respectivamente o celular mais básico e o mais avançado lançados pela empresa até a o fechamento do último mês. Os três primeiros colocados têm o preço médio até R$ 1 mil.

Os 10 Celulares mais buscados no Zoom em Agosto de 2019
Modelo Preço médio (período: 01/08 a 31/08)
1. Xiaomi Redmi Note 7 R$ 982,11
2. Samsung Galaxy A10 R$ 615,88
3. Samsung Galaxy A30 R$ 997,75
4. Samsung Galaxy A20 R$ 751,56
5. Samsung Galaxy A50 R$ 1.305,71
6. Samsung Galaxy A70 R$ 1.704,13
7. Motorola Moto G7 Play R$ 673,01
8. Xiaomi Redmi 7 R$ 847,49
9. Motorola One Vision R$ 1.429
10. Samsung Galaxy M30 R$ 1.009,08

Sobre o Zoom

O Zoom é uma plataforma de comércio eletrônico que conecta consumidores e lojas confiáveis. Através do site e do aplicativo, com 15 milhões de usuários mensais, o Zoom oferece um serviço completo para ajudar os consumidores a tomar a melhor decisão no processo de compra. Desde conteúdo informativo sobre os produtos à venda a serviços de apoio à compra, como o histórico e alerta de preços, que informam ao usuário o melhor momento de comprar um produto. São mais de 16 milhões de ofertas de 600 lojas confiáveis que passam por um rigoroso controle para serem credenciadas. Além disso, o serviço gratuito Zoom Garante devolve o dinheiro do consumidor caso haja um problema em compras feitas através da plataforma. Lançado em novembro de 2011, o Zoom é uma investida da Mosaico, empresa de investimentos especializada em tecnologia. Para mais informações acesse www.zoom.com.br, baixe o aplicativo do Zoom disponível para Android e iOS e confira o programa “Dando um Zoom” no canal do YouTube do Zoom: youtube.com/deumzoom

Abertura de empresas brasileiras de tecnologia no Reino Unido dura apenas 15 minutos

Evento na Assespro – PR em Curitiba explicou tudo o que é preciso saber para abrir uma empresa brasileira de TI no país europeu e foi palco de aproximação importante entre os dois países.

unnamed (24)

 

Oportunidades de negócios para empresas de tecnologia do Paraná e Reino Unido foi tema do Brazil Tech Roadshow, realizado na última quarta-feira, 11 de setembro, na Assespro – PR, em Curitiba. Trata-se de uma das iniciativas do Ministério do Comércio Internacional do Reino Unido (DIT-UK) para fomentar a internacionalização de empresas de tecnologia brasileiras e atraí-las para lá.

Os especialistas do DIT-UK explicaram tudo o que é preciso saber para dar esse passo e foram apresentados casos reais de empresas brasileiras que estão se dando bem no Reino Unido, enfatizando sua trajetória, caminhos necessários e como funcionam as parcerias.

Adam Paul Patterson, cônsul honorário do Reino Unido em Curitiba, esteve presente no encontro e lembrou que, há 100 anos atrás, o Reino Unido era o maior parceiro comercial do Brasil e afirmou que, com iniciativas como essa, é possível reestabelecer essa relação.

“A única forma de prever o futuro é criá-lo. Então, na verdade, eu acho que é isso que estamos fazendo aqui, tentando criar um novo futuro de relações bilaterais ao fomentar cada vez mais esses laços comerciais de tecnologia”, afirma Adam.

Adam reconheceu a importância de que essa edição tenha sido realizada em Curitiba, uma cidade que, segundo ele, é referência nacional e internacional em inovação, assim como o Reino Único, que tem uma rica história de inovação desde a Revolução Industrial. Por isso, acredita que essa conexão seja muito positiva para ambas as partes.

As grandes vantagens de se manter relações com o Reino Unido e que foram debatidas no evento é que ele é um mercado consumidor bastante atraente, extremamente flexível e pode servir de teste pra vários produtos e serviços, como um trampolim pra vários lugares do mundo. Existem trens, aeroportos e a própria rodovia com fácil acesso ao resto da Europa.

Além disso, abrir uma empresa no Reino Unido é um processo bem fácil: demora 15 minutos, é possível ser finalizado em 24 horas e não é necessário ter um sócio local. Com isso, a empresa se torna britânica e tem acesso a todos os benefícios e programas que uma empresa britânica tem.

Outro fator relevante de se estabelecer essa relação e que foi frisado no Brazil Tech Roadshow é que, às vezes, o mercado não é tão maduro: “A necessidade de se internacionalizar nem sempre é um segundo passo, às vezes é simplesmente porque ainda não é possível inserir essa solução aqui, porque talvez ela seja muito mais avançada do que o mercado possa estar absorvendo”, defende Flávia Oliveira, gerente de investimentos do DIT-UK.

A função do Ministério do Comércio Internacional do Reino Unido (DIT-UK) é justamente facilitar e encaminhar as empresas brasileiras que têm interesse em se internacionalizar, respondendo pequenas dúvidas, auxiliando nos processos de planejamento, decisão e até operacionais.

 “Nosso papel é construir, promover, trazer, a relação bilateral dentro do setor. Entre empresas e stakeholders de forma geral, associações, investidores, pra fazer negócios e promover essa relação entre o Reino Unido e o Brasil e vice-versa”, explica Cristiano Andrade, gerente de desenvolvimento de negócios de tecnologia e cidades inteligentes, do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior do Governo Britânico no Brasil.

“Estamos satisfeitos com o grande público que esteve no evento. Nosso objetivo é potencializar os negócios com os nossos associados, gerar o networking e avançar com mais ações. É muito importante nos atualizarmos sobre as possibilidades no exterior. pois nossos empresários tem se engajado bastante para a internacionalização, então temos incentivado essas oportunidades aqui pra Curitiba” conclui Adriano Krzyuy, presidente da Assespro – PR.

Evento global conectará startups lideradas por mulheres a investidores

Mulheres empreendedoras em cidades de todo o mundo se reunirão localmente e online ao longo de 24 horas, liderando a próxima onda de inovação, na iniciativa organizada pela Women’s Startup Lab do Vale do Silício

 

unnamed (23)

A cidade de São Paulo foi a escolhida para receber o evento, que acontecerá no espaço Natura NASP, das 14h30 às 18h. Cinco startups subirão ao palco às 16h para se apresentar aos investidores. As startups foram selecionadas pela Chapter Leader da Women’s Startup Lab no Brasil Regina Noppe. “Após entrevistar dezenas de empreendedoras, chegamos à lista das cinco escolhidas com a certeza de que temos um ótimo panorama da inovação no Brasil”, conta Regina, responsável por trazer o WiSE24 para o Brasil, e que há mais de 20 anos auxilia empresas com internacionalização.

Com entrada gratuita, via inscrição online, a programação do evento trará ainda palestra com Josie Pressinoto Romero, vice-presidente da Natura, além de painel com investidoras, roundtables sobre MVP, design thinking e outros temas de interesse às empreendedoras, que poderão participar das discussões interativas.

As estatísticas mostram que menos de 3% dos fundos institucionais vão para startups lideradas por empreendedoras, embora as mulheres controlem 80% do poder de compra nos EUA. O WiSE24 será uma experiência dinâmica, permitindo que os investidores descubram startups lideradas por mulheres, oferecendo a oportunidade de explorar ideias, indústrias e mercados até então despercebidos.

A gerente de Inovação Digital da Natura, Marina Almeida, explica que trabalhar com startups é fundamental para a sustentabilidade e inovação em empresas de diversos setores. Ela afirma que, na Natura, inovação aberta é realizada há cerca de 20 anos. Graças isso, a empresa se conecta com empreendedores para que ambos cresçam e se desenvolvam. “Sendo uma empresa de beleza, que dialoga com milhões de consumidoras também por plataformas online, ficamos muito felizes em estabelecer uma parceria com a Women’s Startup Lab. É uma maneira de fortalecer o empreendedorismo feminino e ampliar as oportunidades para construir negócios de impacto”, diz Marina Almeida, Gerente de Inovação Digital que lidera o Natura Startup.

As participantes do WiSE24 ganharão exposição junto a uma audiência global, além de se conectarem com mulheres empreendedoras com ideias semelhantes para explorar novas oportunidades de mercado. “O WiSE24 é sobre inovação: oferecer exposição global para empresas emergentes em ascensão em cada região inspira a próxima onda de inovação e catalisa mudanças”, diz Ari Horie, fundadora da Women’s Startup Lab. “Metade das ideias de empreendimento da população não está sendo financiada. É como fazer negócios com apenas um olho aberto.”

O WiSE24 estará disponível online das 15h às 23h30 (pelo horário de Brasília), com início na Europa e encerramento na Ásia. Investidores podem se inscrever para participar do evento neste link.  Startups de tecnologia de cidades como São Paulo, Toronto, Montreal, Miami, Nova York, Vale do Silício, Tóquio, Taipei, Seul e outras participarão do evento.

O WiSE24 em São Paulo é organizado pela Women’s Startup Lab, com o apoio local da Natura, Dream2B, MIA – Mulheres Investidoras Anjo, GVANGELS e Sing Comunicação de Resultados.

WiSE24 – Mostra Internacional de Empreendedorismo Feminino
Data: 19 de setembro de 2019
Horário: das 14h30 às 18h
Local: Natura NASP – Av. Alexandre Colares, 1188 – Vila Jaguara
Evento global online: das 15h às 23h30
Inscrições gratuitas pelo site: https://www.womenstartuplab.com/wise24/saopaulowise/


Sobre a Women’s Startup Lab

A Women’s Startup Lab (WSLab) é uma das principais aceleradoras de startups e de liderança do Vale do Silício para mulheres empreendedoras de todo o mundo. A filosofia da WSLab é baseada no personagem japonês, Hito. O símbolo, que é baseado em duas pessoas apoiadas uma na outra, significa “humano” em japonês. Ao focar na “inovação humana”, a WSLab visa transformar indivíduos, empresas e o mundo.

Sediada no Vale do Silício, Califórnia, a WSLab já formou mais de 150 empreendedoras. Dessas ex-alunas, mais de 55% captaram fundos com sucesso e quatro tiveram saídas bem-sucedidas. Também já treinou mais de mil executivas de empresas por meio do programa de aceleração, o Instituto Hito, para avançar ainda mais na colaboração de mulheres, empreendedoras e inovação corporativa. Sua crescente comunidade conta com mais de 25 mil membros em todo o mundo.

Recife recebe evento “Senior Experience” no próximo dia 19 de setembro

HermínioGastaldi_Senior

 Hermínio Gastaldi, Diretor de Mercado da Senior.

 

No próximo dia 19 de setembro, às 08h30, acontece o “Senior Experience”, no JCPM Trade Center – Pina. O evento é uma iniciativa da Senior, empresa especialista em tecnologia para gestão, que atua com mais de 12 mil clientes em todo Brasil – entre eles, empresas como Império Móveis e Eletro, SESI, Baterias Moura, Ferreira Costa, Shopping Costa Dourada e Hope, entre outras.

A ocasião tem como objetivo compartilhar e promover as melhores práticas do mercado para a transformação digital. Em 2019, a primeira edição da ação – que é itinerante – acontece em sete estados diferentes. Os encontros de Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte, já reuniram mais de mil pessoas.  Para os próximos meses estão na programação os estados do Rio de Janeiro e Santa Catarina. As vagas são limitadas. Os interessados em participar podem se inscrever no sitewww.senior.com.br/senior-experience.

“Nossa proposta é auxiliar e preparar o mercado para fazer da tecnologia uma ferramenta estratégica, garantindo agilidade nos processos e resultados. Para isso, iremos falar sobre as soluções da Senior consagradas no mercado e que são utilizadas pelas melhores empresas do Brasil. O evento é uma oportunidade importante para aqueles que ainda não estão inseridos neste universo e também para os profissionais que já entenderam essa nova realidade, e que estão cada vez mais atentos aos movimentos da transformação digital”, afirma Hermínio Gastaldi, Diretor de Mercado da Senior.

 

Programação & Networking

Para que os participantes consigam explorar ao máximo a transformação digital dentro do seu negócio, o “Senior Experience” oferece palestras e apresentação de cases, que serão fornecidas por especialistas, e que contribuirão com insights, tendências de negócio e boas práticas. A programação também inclui coffee break e brunch, momentos reservados para o networking.

SERVIÇO | SENIOR EXPERIENCE 2019

Recife

Link para inscrições: www.senior.com.br/senior-experience.