Com plataforma OpenStack, Red Hat fornece base para transformação digital

computer-1209641_1280

A Red Hat (NYSE: RHT), líder mundial no fornecimento de soluções open source, lança o Red Hat OpenStack Platform 13, mais recente versão da solução de Infraestrutura-como-serviço em cloud massivamente escalável e ágil da Red Hat. O Red Hat OpenStack Platform 13 fornece uma base poderosa para empresas que estão usando a cloud híbrida para estratégias de transformação digital. Além disso, ajuda a minimizar os crescentes impasses envolvidos na adaptaçãàs novas tecnologias com sua nova ferramenta de atualizações Fast Forward também é projetado para melhorar a integração entre as tecnologias emergentes.

 

Um componente importante da jornada de transformação digital de qualquer organização deve ser uma infraestrutura open, moderna e flexível que possa suportar a próxima geração de aplicativos e serviços em cloud. O Red Hat OpenStack Platform 13 foi projetado para simplificar a implementação e o gerenciamento de tal infraestrutura, ajudando a impulsionar a transformação digital de organizações em várias verticais, incluindo telecomunicações, serviços financeiros, setor público, mídia e tecnologia. Com as atualizações Fast Forward, a Red Hat está ajudando a simplificar o processo de atualização do OpenStack para operadores de TI que querem equilibrar a estabilidade e o ritmo da inovação”, afirma Radhesh Balakrishnan, gerente Geral de OpenStack da Red Hat.

Um componente-chave da TI moderna é o fornecimento de acesso mais rápido aos recursos de TI e, ao mesmo tempo, novos recursos e inovações aos desenvolvedores. O Red Hat OpenStack Platform é projetado para acelerar a entrega de aplicativos e serviços ao empoderar as organizações para que inovem com maior confiança por meio de uma cloud privada extensível e pronta para produção. Com o Red Hat OpenStack Platform 13, as empresas podem evoluir sua infraestrutura de TI em um ambiente mais ágil e eficiente, que está pronto para capturar as oportunidades apresentadas pelo marketplace digital que está surgindo.

Acelere a eficiência operacional

Red Hat OpenStack Platform 13 é projetado para entregar uma plataforma de cloud que combina inovação e agilidade com a necessidade de estabilidade, disponibilidade e aumento de segurança das empresas. Introduz atualizações Fast Forward, uma ferramenta que permite que as equipes de TI entreguem de modo mais consistente as mais recentes inovações OpenStack para seus ambientes, enquanto minimizam o risco operacional. As atualizações o aos clientes a opção de seguir em um caminho mais pido e receber novas ferramentas da comunidade upstream a cada seis meses, ou permanecer em um lançamento suportado por um período de tempo mais longo.

 

Red Hat OpenStack Platform também é apoiado por um ecossistema de parceiros robusto para empresas, incluindo Dell EMC, Intel, Lenovo, NetApp e Rackspacee também tem amplo suporte no setor de telecomunicações, por meio de CiscoEricsson, HuaweiNEC e Nokia, entre outros. Somando-se a este ecossistema, o Red Hat OpenStack Platform 13 é projetado para entregar inovações que fornecedores de serviços de comunicação podem usar para implantar, operar e desenvolver aplicativos críticos e serviços para o usuário final.

 

Red Hat OpenStack Platform, combinado com a liderança open source da Red Hat pode fornecer uma experiência consistente de serviços, suporte, modelo de consumo e gerenciamento do ciclo de vida, ajudando a empoderar equipes de TI em vários setores. Centenas de clientes confiam no Red Hat OpenStack Platform para operar suas clouds privadas e híbridas para uma variedade de implantações, incluindo: BBVA; Cambridge UniversityFICO; Massachusetts Open Cloud;Turkcell; Oak Ridge National Laboratory; Paddy Power BetfairUKCloudCathay Pacific e IAG.

 

Anúncios

Tudo o que você precisa saber sobre a relações entre celulares e países estrangeiros

Celular-no-exterior-chip-internacional

Atualmente, é impensável viajar para o exterior ou entrar em contato com alguém em outro país sem utilizar o smartphone. O aparelho revolucionou a forma como nos comunicamos e trouxe uma série de vantagens para o mundo dos negócios.

Entretanto, é preciso ter atenção diante dessa facilidade. Ligações internacionais e até mesmo a utilização do plano de dados da sua operadora terão tarifas especiais, bem mais caras do que estamos acostumados, e que irão encarecer a conta no fim do mês.

Antes de fazer qualquer ligação, é preciso pesquisar quais serviços o seu celular comporta e o que você pode fazer para economizar. Há diversas opções disponíveis que auxiliam o usuário e que são recomendadas em diferentes situações.

Assim, é preciso identificar qual é sua real demanda com o uso do celular no exterior. O seu perfil é de quem faz mais ligações para fora ou daqueles que desejam utilizar bastante quando está no exterior? Confira algumas dicas:

Fazendo ligações internacionais do Brasil

Se você viaja pouco, mas tem clientes e amigos em outros países, é interessante encontrar planos que ofereçam tarifas bem mais em conta e garantam uma boa qualidade nas chamadas efetuadas.

Existem três opções principais para quem faz ligações internacionais daqui do Brasil:

  • Ligação tradicional

Você nem precisa trocar de chip para fazer ligações internacionais do seu smartphone. É possível fazer uma discagem bem semelhante ao interurbano. Basta digitar 00 + código da operadora + código do país + código da cidade + número do telefone.

A principal vantagem, claro, é utilizar o seu mesmo número e não depender de conexão com a internet. A desvantagem é o preço: o valor da ligação varia de acordo com o destino e pode chegar a R$ 19 por minuto.

  • Ligações VoIP

VoIP nada mais é do que a sigla Voice over IP, ou seja, as famosas ligações que utilizam a Internet ao invés do sistema de telefonia tradicional. Diversos aplicativos de mensagens já disponibilizam a ferramenta de ligações por voz – e até vídeos em alguns casos.

Esse serviço cresceu porque barateou os custos. Há aplicativos gratuitos que permitem ligações para o exterior. O problema é que a chamada só é completada se houver conexão com a internet – e a qualidade também pode variar de acordo com a qualidade da banda.

  • Cartões calling cards

Uma terceira opção é comprar um cartão calling cards. Eles têm um funcionamento bem parecido com os cartões telefônicos utilizados em orelhões. A diferença é que eles podem ser recarregáveis: você compra apenas a quantidade que deseja gastar.


A vantagem é que as tarifas costumam ser bem mais baratas do que as ligações tradicionais. A questão é que não é tão fácil encontrar esses cartões e ele acaba saindo mais caro do que ligações pela internet.  

Usando celular no exterior

Entretanto, se você é daqueles que viaja constantemente para o exterior, seja a lazer ou a negócios, precisa encontrar planos que facilitem não só as ligações de voz com o Brasil, mas que ofereçam pacotes de dados para o consumo de internet no smartphone.

Atualmente, há quatro modalidades disponíveis, cada uma com suas vantagens e desvantagens. Saiba mais:

  • Roaming

A solução mais tradicional para fazer ligações no exterior é contratar o serviço de roaming oferecido pela operadora de seu celular. Essa opção mantém o mesmo chip e número e conecta seu aparelho a uma rede do local que você estiver visitando.

É recomendado para quem tiver muita urgência ou que deseja manter o mesmo chip que já esteja usando. Entretanto, a praticidade custa muito caro. Os planos têm valores altíssimos mesmo em caso de pouco uso.

  • Comprar um Chip local

Uma alternativa ao roaming é comprar um chip local. Essa alternativa cresceu bastante após a popularização dos planos de voz e dados ao redor do mundo. Com ele, você acaba ganhando um número local e precisa efetuar a troca de chip no seu aparelho.

Ele é muito útil para quem deseja navegar a Internet pelo smartphone, mas tem duas desvantagens. O primeiro é encontrar um plano que caiba no seu bolso e sua necessidade. O segundo é que uma ligação internacional tradicional continuará com tarifas altíssimas.

  • Ligações VoIP

Por conta disso, as ligações VoIP também surgem como opção mais barata para quem deseja ligar ao Brasil do exterior. Por meio de diferentes aplicativos gratuitos, é possível fazer ligações apenas pela Internet.


Essa praticidade, aliada ao chip local, pode ser muito útil para quem deseja conciliar dados e voz. Contudo, assim como em ligações do Brasil, é preciso ter uma conexão estável e com qualidade para conseguir completar a ligação.

  • Chip pré-pago

Por fim, a opção mais recente são os chips pré-pagos, em que o usuário coloca o valor específico, utiliza os serviços de voz e de dados do país em que visitar e paga apenas a tarifa local. Assim que a quantidade se esgotar, ele pode recarregar novamente.

Esse serviço é muito prático: a pessoa pode adquirir o chip antes mesmo de viajar e terá a certeza que pagou o que realmente utilizou. Entretanto, é preciso ter acompanhamento contínuo do consumo de dados e os valores podem ser mais caros do que um chip local, por exemplo.

Use mais, pague menos e economize bastante

Quem viaja de vez em quando, pode até não perceber a economia feita ao pesquisar os melhores planos de telefonia. Contudo, para profissionais e empresas multinacionais, cada centavo economizado reverte em investimento no futuro.

Por conta disso, além de contratar os melhores planos, é ideal ter serviços adicionais, como seguro e auditoria de contas no caso de empresários. Hoje, é possível estar conectado com o mundo sem ter que pagar muito por isso.

Tecnologia para PME; Softwares de gestão ajudam microempresários no desenvolvimento dos negócios

fhwuihoiwhfip

A tecnologia é grande aliada das empresas, independente do seu tamanho. Quando explorada de forma correta, muitas garantem bons resultados e se destacam no mercado de atuação. Atualmente, as PME’s (Pequenas e Médias Empresas) encontram sistemas e equipamentos de ponta com plena capacidade de ampliar seus níveis de produtividade assim, como as que possuem as grandes corporações.

Afinal, é unanimidade entre os empresários buscar incrementar receita e melhorar a produtividade de seus negócios. E nisso, as soluções de tecnologia agregam valor por oferecerem justamente esses benefícios e garantindo assim, que qualquer empreendimento tenha condições de competir de igual para igual com seus concorrentes.

Software de gestão

Controle sobre o fluxo de caixa, melhoria no relacionamento com os clientes, monitoramento das atividades, respaldo para tomada de decisões… otimização de tempo. Os softwares oferecerem uma infinidade de benefícios que ajudam microempresários a desenvolverem seus negócios.

“Os programas possuem a inteligência de fazer os processos mais burocráticos e que demandam muito tempo, caso feito manualmente. A utilização de um software de gestão automatiza esses processos e garante maior agilidade, produtividade, maior confiabilidade e segurança no armazenamento e compartilhamento das informações. Além disso, o empresário pode investir esse período ‘ganho’ em outras atividades e assim garantir mais retorno no desenvolvimento da sua empresa”, conta Marcelo Salomão, diretor executivo da Gigatron Franchising.

A marca, autoridade no assunto com 20 anos de mercado no ramo de tecnologia, afirma que algumas soluções são, inclusive, indispensáveis para o dia a dia das operações. Como é o caso do ERP e o CRM.

O ERP (Sigla em inglês para o termo Planejamento de Recursos Empresariais) é um sistemaresponsável por cuidar de todas as operações diárias de uma empresa; tanto na parte administrativa quanto na operacional. O que envolve desde o faturamento até o balanço contábil; de compras a fluxo de caixa; de apuração de impostos a administração de pessoal; de inventário de estoque às contas a receber, entre outros.

“Ao fim do mês, o programa possibilita ao empresário visualizar de forma simples e objetiva se tudo está indo bem. Essa ação permite com que ele consiga controlar os custos e a analisar todos os resultados obtidos naquele período”, explica Marcelo.

Já o CRM (Customer Relationship Management, ou seja, Gestão de Relacionamento com o cliente) é um conjunto de práticas, estratégias de negócios e tecnologias focadas no cliente que podem utilizar para gerenciar e analisar as interações com seus clientes, antecipar suas necessidades e desejos, entre outros.

“O programa é considerado uma das tecnologias corporativas mais importantes e inovadoras pela forma como ela reúne informações dos clientes para gerenciar contas, leads e oportunidades de vendas em um único local”, conta.

Avanço das tecnologias

Há algum tempo a tecnologia de software desenvolveu ainda mais os seus processos e agregou para si, um novo método que vem ajudando muito na rotina das PME: a nuvem, classificado como Software as a Service (SaaS).

O software em nuvem promete simplificar tudo. A proposta é melhorar o planejamento e gestão, e agilizar processos sem que para isso sejam necessários investimentos em hardware próprio. De preço acessível com os custos ligados diretamente ao consumo, todo o modelo é baseado no aluguel.

Marcelo defende que o principal benefício para as PME’s é o fácil acesso, já que esse tipo de solução permite ser acessada de qualquer dispositivo, em qualquer lugar e hora. Basta ter internet.

A Gigatron vem acompanhando a tendência, e entre os diversos serviços que possuem, alguns já oferecem essa solução. Como é o caso do Virtuozo e o Meu Restaurante. Esse primeiro é um sistema de gestão operacional cuja função é permitir – por meio de seus indicadores e gráficos – que o usuário faça uma gestão financeira pessoal ou de sua empresa. Já o segundo, é um software destinado ao setor de alimentação, no qual proporciona uma gestão mais assertiva e detalhada sobre o fluxo de caixa.

“Hoje a nuvem é uma tendência global, a Gigatron trouxe essas soluções para os segmentos que atuamos com o intuito de facilitar a vida do empresário em seus controles e principalmente em tomadas de decisão”, explica Marcelo completando que: “A nuvem vem tomando conta do mercado de tecnologia, cada vez mais as empresas buscam otimização em seus processos, e esse é um caminho importante para seguir e implementar os softwares de gestão, estamos focando muito no novo modelo Gigatron Cloud, onde entrega 100% soluções em nuvem”, revela.

É preciso acompanhar para se desenvolver

De acordo com Marcelo, as empresas que acompanham o desenvolvimento da tecnologia se sobressaem no mercado. “Atualmente ser ágil e responder à demanda de um cliente ou encontrar uma solução rápida é primordial, mas infelizmente nem todos possuem essa conduta. Por isso, quem as adota, tem destaque. Além disso, garantir um bom serviço de suporte e ter qualidade é um fator imprescindível para as pequenas empresas que querem se manter ativas”, explica.

O empresário finaliza dizendo que os programas de gestão são fundamentais para o sucesso de um negócio, e que num mercado cada vez mais competitivo é importante ter produtividade: “Fazer mais com menos. E os softwares ajudam a ganhar eficiência”, finaliza.

As 3 falhas mais comuns nos carros brasileiros segundo o Engie

Banner-Gruppe

No mês da Manutenção Preventiva de Veículos no Brasil, o Engie, dispositivo que ajuda os motoristas a identificar mais de 10 mil problemas mecânicos em seus carros, acaba de revelar uma análise dos dados obtidos através dos mais de 25 mil usuários brasileiros e detectou os 3 problemas mais comuns por aqui. Segundo o relatório, os motoristas se deparam com a ineficiência do conversor catalítico, falha na ignição do motor em um ou mais cilindros e falha no sistema de controle de ar, combustível e dos gases de combustão.

Criado em Israel e tendo em sua equipe o empreendedor Uri Levine, um dos criadores do Waze, o Engie tem como objetivo ajudar motoristas a ter um maior controle sobre seus veículos. A ideia do dispositivo é oferecer, em tempo real, um diagnóstico sobre a situação mecânica do carro, permitindo a prevenção de problemas mais graves, o que possibilita que o motorista economize dinheiro investindo em uma melhor manutenção do veículo.   

“O interessante desta análise foi ver que algumas falhas detectadas com grande frequência nos carros brasileiros não são tão recorrentes nos outros países que trabalhamos, como Israel e México”, comenta Gal Aharon, CMO do Engie. “Além de ajudar na manutenção preventiva dos carros, o Engie ajudará a encontrar os melhores mecânicos próximos ao local onde o motorista está, bem como os respectivos preços para reparar o problema. Sempre recomendamos aos nossos usuários que utilizem os serviços profissionais para realizar qualquer reparação no veículo”, finaliza Gal.

Confira as 3 falhas mais detectadas pelo Engie nos carros brasileiros:

1. Eficiência do conversor catalítico abaixo do limite requerido – P0420

O conversor catalítico é um dispositivo antipoluição responsável pela redução de gases poluentes liberados pelo veículo. Este processo acontece através da combustão de poluentes residuais do escapamento. O catalisador transforma os gases liberados em gases menos nocivos.
Alguns fatores podem influenciar na perda de eficiência do catalisador, como por exemplo o superaquecimento do motor, a utilização de gasolina de baixa qualidade e impactos com o solo, já que a peça fica embaixo do veículo.

2. Falha na ignição do motor em um ou mais cilindros – P0300

Os motores de combustão interna consistem de um par de cilindros nos quais a mistura de ar e combustível é injetada. Um vela de ignição eletrônica gera uma faísca dentro da célula. Se a faísca estiver faltando, ou a mistura estiver incorreta, ocorrerá falha na ignição. Os sintomas são: menor performance do motor e o motor rodando de forma áspera.

3. Sistema de controle de ar, combustível e dos gases de combustão – Falha no coletor de admissão- P2015

O sistema mantém o equilíbrio de ar e combustível através de um processo computadorizado que controla os níveis de ar e combustível no motor. Entre os parâmetros que são verificados neste processo estão a pressão do ar, a pressão do combustível, a pressão barométrica, da temperatura do ar exterior, injetores de combustível e mais. Além disso, também é responsável para o controle  de emissões de gases.

Especialista da Soluti dá dicas de segurança para consumidores durante as compras de Dia dos Namorados

08f33489-8ae9-415e-b2a7-c0dc21c5ad4c

O Dia dos Namorados é a terceira data comemorativa com maior venda no ano no país, ficando atrás apenas do Natal e do Dia das Mães.  De acordo com a Associação Nacional de Ecommerce (ABComm), os brasileiros devem gastar R$ 2,6 bilhões em compras. Os setores de moda e acessórios, cosméticos e perfumaria, celulares e smartphones, figuram na lista dos setores que mais vendem nesse período. Contudo, para que o consumidor não corra riscos, é preciso que sejam tomados alguns cuidados simples, porém importantes, como verificar se o site possui um Certificado Digital SSL, por exemplo. O SSL identifica e protege as informações, criptografando-as no tráfego entre o computador do visitante e o servidor onde o website está hospedado. Para verificar sua existência, basta observar alguns sinais como um ícone de cadeado verde clicável na barra de URL do site. Também é importante checar se o SSL emitido está em nome da loja acessada por meio de selo de segurança, que geralmente está no rodapé da página. Ao acessar o site, na barra de endereços, verifique se o protocolo de comunicação utilizado é o HTTPS. Essas providências garantem um ambiente seguro.

“O SSL permite que o aplicativo ou website que o cliente acessa se comunique de forma segura, através de uma camada de proteção adicional de criptografia entre o usuário e o servidor web que ele está conectado. Desta maneira, todos os dados são fornecidos de forma sigilosa, o que também evita invasões, violação e falsificação de mensagens, por exemplo”, ressalta Lucas Vieira, Gerente de Produtos da Soluti, empresa especializada em certificação digital.

Já para os proprietários de sites de e-commerce, é necessário que invistam cada vez mais em soluções de segurança no seu negócio a fim de promover a confiabilidade do consumidor em relação a sua loja virtual, pois isso garante autenticidade ao site e, portanto, maior grau de segurança nas transações, e que não há ninguém fraudando ou clonando seus dados para fins ilícitos.

Abaixo, confira também cinco dicas feitas pelo especialista:

1. Tenha um antivírus

Ter um bom antivírus instalado em seu computador ou dispositivo móvel por onde você fará as compras online ajuda a detectar sites que contenham arquivos maliciosos, Vírus, Malwares ou Spywares. Por isso, é importante sempre mantê-lo atualizado. Hoje há no mercado diversos programas como o Kaspersky internet Security com versões de testes gratuitas e de assinatura.

 

2. Pesquise sobre a reputação da empresa em sites de busca

É importante verificar se o site que está vendendo o produto possui um endereço comercial físico. A empresa também deve ter um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas), que deve estar descrito no site com os dados cadastrais do comércio virtual. Também é importante que o usuário observe se o portal disponibiliza canais de relacionamento com o cliente e uma política de troca. São sinais simples, mas que podem fazer a diferença em casos de problemas com a mercadoria.

 

3. Buscar opiniões de outros consumidores que já realizaram compras no site em questão

Ler comentários de outros consumidores é essencial antes de efetivar a compra. Se basear em experiências de outros usuários e atentar-se às características dos itens são indicadores que os brasileiros levam em consideração durante o processo de busca. A descrição sobre a qualidade, desempenho e serviços também é importante na hora de escolher o melhor produto.

 

4. Tenha cautela com os e-mails promocionais

Especialmente em períodos de datas comemorativas, é comum a tentativa de ataques de cibercriminosos por meio de e-mails spam falsos com a promessa de ofertas e descontos. Por isso, é sempre indicado que o consumidor veja diretamente no site da loja as promoções do dia.

 

5. Use um computador particular e avalie aplicativos de e-commerces

Não faça operações de compra online em redes públicas, pois são ambientes vulneráveis para furto de senhas e dados. E em casos de compras feitas por smartphones e tablets, verifique se o app do e-commerce está registrado nas lojas oficiais (Google Play e App Store) e sua nota de avaliação.

Crie o primeiro aplicativo para iOS em um mês

ViewImage

Quem sempre quis tirar do papel a ideia de criar um aplicativo, poderá dar o primeiro passo para se tornar um desenvolvedor para plataforma iOS agora e em apenas um mês. A Quaddro Treinamentos, maior centro de desenvolvimento de carreiras mobile no Brasil, abre inscrições para o curso intensivo de férias para os interessados em aprender a desenvolver apps para iPhone e iPad de maneira prática e dinâmica. As aulas serão de 2 a 27 de julho.
Em um treinamento presencial e com a apresentação de exemplos para facilitar a aprendizagem, o aluno conhecerá a nova linguagem de programação desenvolvida pela Apple, Swift, e as boas práticas exigidas pelo mercado para a carreira de desenvolvedor decolar.
Afinal, a cada dia os smartphones ganham mais e mais usuários, que se tornam uma fatia de público potencial considerável para o uso de apps. Aprender a programar pode colocar o alunode vez cara a cara com essa oportunidade de mercado.
Mais detalhes do curso
O curso intensivo de férias de iOS/Swift será realizado de 2 a 27 de julho, de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas. A carga horária total é de 152 horas.
As aulas serão ministradas na sede da Quaddro Treinamentos (Alameda Santos 1.000, 7º andar – Jardim Paulista – São Paulo).
Cada aluno terá um iMac para aprender programar e testar seu aplicativo na prática.Para participar, é preciso ter conhecimento básico de macOS, noções de Lógica de Programação e Programação Orientada a Objetos.
Reserva de vagas e investimento
A reserva de vaga deve ser feita pelo site da Quaddro Treinamentos (http://ofertas.quaddro.com.br/swift-intensivo-de-ferias-2018). O investimento do curso, para pagamentos até 2 de julho, é de R$ 4.950 à vista, com opção de parcelamento de 4 vezes de R$ 1.375.
Serviço
Curso intensivo de férias iOS Swift (para iPhone e iPad)
Duração: de 2 a 27 de julho
Horário das aulas: das 9 às 18 horas, de segunda a sexta-feira
Modalidade: presencial
Local: Quaddro Treinamentos (Alameda Santos 1.000, 7º andar – Jardim Paulista – São Paulo)

Atlas Schindler incorpora internet das coisas aos elevadores e escadas rolantes

department-store-1778722_1280

A Atlas Schindler trouxe para o Brasil o Schindler Ahead, a 1ª solução totalmente digital do setor que conecta, por meio da internet, usuários, técnicos, elevadores e escadas rolantes. A tecnologia utiliza análises avançadas para ofertar produtos e serviços inéditos, colocando a internet das coisas de vez no cotidiano dos centros urbanos. “Atualmente, não há no mercado brasileiro uma solução tão completa, eficiente e com tantas possibilidades quanto a que estamos apresentando com o Schindler Ahead”, afirma Flavio Silva, Presidente da companhia no Brasil.

A tecnologia desenvolvida pela Schindler funciona como um plug’n’play e será integrada a todos os novos elevadores e escadas rolantes comercializados pela empresa. Modelos já existentes também poderão ser adaptados para receber a solução.

Uma das novidades do Schindler Ahead é usar algoritmos de inteligência artificial para identificar, de forma preditiva, possíveis ocorrências na operação de elevadores e escadas rolantes e assim permitir que a empresa apresente soluções, desde os primeiros diagnósticos, evitando a interrupção do serviço. A estimativa é que a tecnologia reduza em, pelo menos, 20% o número de paralisações dos equipamentos monitorados globalmente. As informações são compartilhadas em tempo real com o centro de operações da empresa e com os técnicos em campo, apresentando relatórios customizados e de alta confiabilidade sobre a operação de cada equipamento.

“A operação de elevadores e escadas rolantes é fundamental nos centros urbanos. Monitorar e antecipar falhas e interrupções do serviço, usando a tecnologia disponível, é nosso papel como fornecedores desta indústria. E, para isso, nos aliamos a empresas de grande porte, líderes em seus respectivos setores, como GE, Huawei e Apple no desenvolvimento do Schindler Ahead. Todos os equipamentos que possuem a tecnologia têm seus dados verificados, 24X7, em uma plataforma na nuvem que analisa a performance e assegura a precisão das medidas preditivas a serem tomadas, garantindo uma efetiva redução da inatividade dos equipamentos”, explica Flavio.

A tecnologia já está disponível em algumas cidades do país. Até o final do segundo semestre de 2018, a empresa percorrerá 12 grandes localidades brasileiras para apresentar as vantagens do Schindler Ahead ao mercado nacional. “A receptividade tem sido fantástica. Quase 100% dos clientes, ao conhecerem melhor a solução, se interessam em tê-la nos seus equipamentos”, comenta Silva.

Benefícios – Com o Schindler Ahead, informações como o movimento da porta e a temperatura de peças são coletadas. Essas mesmas informações são enviadas para a Cloud Platform, mecanismo de análise de Big Data e Inteligência Artificial. “A Cloud Platform permite a análise e a correlação desses dados para realizar, por exemplo, uma manutenção preditiva focada naquele equipamento. Desta forma, nossas ações reduzem ou eliminam o tempo de inatividade dos equipamentos”, afirma Fabio Dans, Supervisor do Schindler Ahead na companhia.

Entre os muitos benefícios disponibilizados pelo Schindler Ahead está o ActionBoard, um painel de controle desenvolvido para auxiliar o trabalho de administradores de condomínio, síndicos e zeladores. Com ele, os clientes verificam em tempo real, direto do computador ou por meio de aplicativo no celular, as atividades em curso, os indicadores de performance e estatísticas de uso dos equipamentos, desfrutando de muito mais agilidade, visibilidade e comodidade na obtenção de informações.

O Schindler Ahead garante ainda novos canais de comunicação e possibilidades de interação com os usuários. Em Zurique, na Suíça, por exemplo, os elevadores da maior estação de trem do país estão conectados à tecnologia e disponibilizam aos passageiros, por exemplo, os horários de cada trem.

A Companhia Ferroviária da Suíça enviou ao Grupo Schindler a seguinte avaliação: “Até 2019, queremos ter a estação de trem mais digital do mundo. O Schindler Ahead permite um tempo de inatividade mínimo e oferece até mesmo novas formas de comunicação e interação com os passageiros, como o DoorShow”. O Doorshow é uma solução pioneira que utiliza as portas dos elevadores para projetar conteúdo multimídia a partir de um projetor conectado à internet. Se usado para a publicidade, pode ser uma fonte de receita extra.

E o Schindler Ahead vai além. Com o BlackBoard – a versão digital e interativa do antigo mural de recados dos edifícios – moradores se mantêm informados sobre comunicações gerais do condomínio e passam a contar com um canal para publicidade.  Uma das maiores companhias habitacionais da Áustria afirma em nota: “Manter os moradores informados é fundamental. O quadro digital permite uma comunicação rápida e nos ajuda a reduzir a carga de trabalho”.

Em escadas rolantes, a tecnologia aliada ao Ad-Spot – um novo canal de publicidade ideal para shopping centers, aeroportos e áreas públicas – possibilita que os equipamentos também se tornem um espaço de mídia. “O Ad-Spot proporciona grande visibilidade para quem deseja expor seus produtos ou serviços, exemplifica Fabio Dans.