FCA e Sebrae lançam desafio para startups sobre carro conectado

 

Inscrições vão até 17 de novembro e aporte pode chegar a R$ 100 mil

image003 (5)

O Programa Nexos lança, em parceria com a Fiat Chrysler Automóveis (FCA), o desafio “Como utilizar o carro como plataforma móvel para criar soluções”. A startup selecionada receberá até R$ 100 mil para alancar o projeto de pesquisa e desenvolvimento, além de mentorias especializadas. As inscrições podem ser realizadas até 17 de novembro pelo site http://sebrae.com.br/nexos. O Programa Nexos é fruto da parceria entre o Sebrae e a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Com o propósito de identificar oportunidades que vão além do carro, o desafio busca soluções a partir do entendimento do automóvel como uma plataforma móvel. “A indústria automotiva está no curso de uma revolução que permitirá ressignificar o carro como uma plataforma aberta de desenvolvimento, como já acontece com os dispositivos móveis”, explica Breno Kamei, diretor de Portfólio, Pesquisa e Inteligência Competitiva da FCA para América Latina.

Guiadas pelas oportunidades da conectividade, as startups interessadas poderão propor projetos para novos usos das tecnologias já existentes no automóvel, como central de multimídia e câmeras, ou que envolvam novos significados aos dados capturados pelos sensores do carro. Outra inspiração é o acesso às oportunidades que as cidades podem oferecem a partir de novos serviços e negócios. “A parceria com startups é uma forma de impulsionar inovações que vão ajudar as pessoas a resolverem suas atividades cotidianas de maneira fluída. O carro conectado é o ponto de partida de novas soluções que vão viabilizar relevantes transformações na jornada do consumidor”, completa Kamei.

A FCA é a primeira montadora a lançar desafio no Nexos. “O Programa possibilita a conexão de grandes e médias empresas com startups de todo país, contribuindo para a criação de um ambiente de negócios propício ao desenvolvimento de soluções tecnológicas e pequenas empresas inovadoras”, ressalta o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick.

Quem pode participar

Para se inscrever, as empresas interessadas devem ser um pequeno negócio inovador formalizado (com CNPJ), legalmente estabelecido em território nacional, limitado ao faturamento anual máximo de R$4,8 milhões de reais e alinhado às áreas de interesse desta chamada. Os critérios de seleção são competência tecnológica para atender ao desafio; aderência às áreas de interesse do desafio; potencial de mercado; maturidade da solução.

Sobre a FCA

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) desenvolve, projeta, fabrica e comercializa automóveis, veículos comerciais leves, componentes e sistemas de produção em todo o mundo. O Grupo possui 14 marcas, incluindo Fiat, Jeep, RAM e Mopar, e opera no mundo 102 fábricas e 46 centros de P&D. No Brasil, a FCA possui três plantas produtivas: o Polo Automotivo Fiat, em Betim (MG), o Polo Automotivo Jeep, em Goiana (PE) e a fábrica de motores em Campo Largo, Paraná.

Anúncios

Startupbootcamp aterrissa em SP para conectar startups brasileiras a investidores do mundo todo

Na seletiva nacional do evento global da Startupbootcamp, startups recebem feedbacks sobre seus negócios e poderão, ainda, participar de um disputado programa de aceleração em 2020 na Austrália

SP-FastTrack-2019

A aceleradora global Startupbootcamp aterrissa na capital paulista na próxima segunda-feira (21) para a seletiva brasileira do seu evento mundial que tem por objetivo selecionar 10 startups focadas em inovação no setor de energia para participar do programa de aceleração EnergyAustralia 2020. O evento São Paulo FastTrack está com as inscrições abertas e as startups interessadas em participar podem se inscrever por meio deste link até o dia 21.

O São Paulo FastTrack oferece às startups a oportunidade de concorrer a uma das vagas para o programa de aceleração EnergyAustralia 2020 da Startupbootcamp, em Melbourne, Austrália. São três meses de duração, nos quais as selecionadas recebem um financiamento inicial, orientações práticas de mais de 100 especialistas do setor, espaço gratuito de trabalho e acesso a uma rede global de investidores.

Durante o evento de seleção, as startups brasileiras vão receber feedbacks de um grupo formado por empresários, investidores e especialistas experientes do setor de energia, tecnologia e inovação do mundo todo a respeito de seus negócios. A Fohat, uma das companhias brasileiras parceiras da Startbootcamp, vai ceder sua sede em São Paulo para a edição brasileira do FastTrack. Como empresa que já passou por esse processo de validação do negócio, a companhia de energy intelligence indicou Victor Kodja, ex-CEO do Balcão Brasileiro de Comercialização de Energia (BBCE) para ser um dos mentores que avaliarão os novos candidatos a Alumni da Startupbootcamp.

A edição 2019 dos eventos FastTrack começou em agosto e termina neste mês de outubro. No total, 27 cidades do mundo todo foram impactadas. Nos últimos dois anos, a Startupbootcamp Austrália impulsionou 21 startups do mundo todo ajudando-as a se tornarem grandes empresas e companhias.

SERVIÇO
São Paulo Fast Track
Data: 21.out.2019
Horário: 9h às 17h
Local: Av. das Nações Unidas, 12.901, Itaim Bibi, São Paulo.
Informações: www.startupbootcamp.org/events/EA20-Sao-Paulo-FastTrackenergyaustralia/

Startup Tempo Tem utiliza inteligência de dados para garantir maior rapidez e eficiência na prestação de serviços

Tecnologias inovadoras para manutenção de casas e carros transformam a relação das pessoas com a prestação de serviços

Afazeres domésticos e serviços automotivos demandam cuidados e reparos constantes e, por isso, a demanda para este segmento é crescente. Com o intuito de atender esse público exigente e devolver tempo para os seus consumidores, a Tempo Tem aposta em soluções inovadoras para o mercado de serviços. Utilizando inteligência de dados com aplicação de alta tecnologia em todo o seu processo, a nova startup brasileira apresenta soluções rápidas e eficientes aos consumidores, garantindo comodidade, segurança e qualidade nos serviços de instalação, conserto e manutenção de equipamentos e automóveis.

Com uma infraestrutura tecnológica de ponta, aperfeiçoada no benchmarking realizado em empresas europeias, a Tempo Tem utiliza dados de prestação de serviços acumulados ao longo de mais de 20 anos no exigente mercado entre empresas (B2B), no qual sua principal investidora, a Tempo Assist, atua, prestando mais de 1 milhão de serviços anualmente.

A startup conta ainda com um sistema automatizado para disponibilizar alocação da equipe com foco nas regiões com maiores riscos de acidentes e fatores climáticos e facilidade no acionamento do prestador, já que a plataforma consegue buscar e redirecionar a solicitação para o atendimento mais próximo ao solicitante. Além disso, a empresa possui uma grande estrutura de sala com mais de 100 funcionários que monitoram fatores adversos em tempo real por câmeras dispostas em pontos estratégicos das cidades, com o objetivo de evitar um possível atraso ou cancelamento por parte do prestador. Esses recursos contribuem para a alta qualidade e cuidado da empresa nos atendimentos emergenciais, com foco sempre na segurança do cliente.

Serviços para o carro

Tempo Tem se mostra uma ótima opção para socorro automotivo, com um dos serviços mais completos do mercado. Motoristas pegos de surpresa com um problema no automóvel onde quer que estejam podem comprar, através da plataforma, o atendimento automotivo emergencial. A oficina móvel é equipada com materiais capazes de resolver cerca de 90% das panes automotivas mais comuns e conta, ainda, com peças de reposição para venda avulsa.

Para apoio no diagnóstico, a van conta com um scanner automotivo. Conectado ao carro por uma entrada no painel, o scanner analisa todos os problemas do veículo através de códigos e oferece o diagnóstico com base na análise dos dados emitidos, o que oferece uma maior precisão e velocidade na resolução do problema, reduzindo os custos da manutenção.

Parcerias

A busca por excelência se traduz também na parceria com os melhores fornecedores tecnológicos do mercado. A Magento, companhia da Adobe estimada como uma das mais estáveis do mundo, foi a escolhida para garantir uma plataforma de e-commerce segura e flexível. Já para serviços de pagamentos, a escolha recaiu sobre outra multinacional, a Adyen. Sediada na Holanda e com escritórios em 15 países, ela atende clientes como Uber, iFood, Rappi, Microsoft, Latam, Gol, Booking.com e Ingresso.com.

“Quando falamos em foco na qualidade e na segurança, nós nos referimos a todo o ecossistema, ou seja, a experiência do cliente: antes, durante e depois do atendimento. Para isso, temos que contar com os melhores profissionais, estejam eles na equipe, no atendimento ou na nossa tecnologia”, afirma Bianca.

Com investimento inicial de R$35 milhões da Tempo Assist, empresa que atua há 25 anos no mercado brasileiro B2B de assistências emergenciais e de conveniência, a Tempo Tem oferece mais de 100 serviços divididos em sete categorias: auto, caçamba, dedetização, elétrica, encanamento, instalação e portas & chaves. Os consumidores podem comprá-los individualmente, em modelo pay-per-use, e optar pelo pagamento prévio diretamente no site ou in loco, com cartão, após a realização do serviço

MNB-3775.jpg

Sala para monitoramento em tempo real através de câmeras espalhadas pelas cidades 

60% dos lojistas virtuais buscam capacitação por meio de cursos e webinários

Outubro é considerado o mês do empreendedor e conta com diversas campanhas, ações e feiras sobre negócios e empreendedorismo. No dia 5 de outubro é celebrado o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, também conhecido como “Dia do Empreendedor”, data criada para homenagear o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

Segundo mapeamento da Loja Integrada – plataforma para criação de lojas virtuais mais popular do brasil – só em 2018 cerca de 49% dos brasileiros  que abriram uma loja virtual eram funcionários CLTs e deixaram suas carreiras de lado para se tornar empreendedor digital. Só na plataforma foram criadas quase 500 mil lojas virtuais em 2018, uma média de 870 novas lojas abertas por dia em todo o Brasil.

Para Alfredo Soares, especialista em comércio eletrônico e autor do livro #BoraVender, a profissão vendedor digital está cada vez mais aprimorada. O vendedor do futuro é o cara que se planeja, que usa a tecnologia a favor e que faz acontecer. “Acreditamos que a nossa missão é democratizar o empreendedorismo digital no Brasil por meio de educação no e-commerce. Queremos, acima de tudo, levar acesso à educação de qualidade voltada para o e-commerce, de forma objetiva, didática e gratuita”, comenta.

Ainda de acordo com pesquisa, os empreendedores digitais buscam cada vez mais informações e novas formas de profissionalizar seus negócios: 18% frequentam palestras, cursos e workshops presenciais voltados diretamente para o comércio eletrônico; e 60% participam de cursos na internet sobre empreendedorismo.

A Escola Bora Vender (www.escolaboravender.com.br), por exemplo, é uma iniciativa que visa democratizar o acesso à educação voltada para o e-commerce, de forma objetiva, didática e gratuita. A plataforma já tem mais de 920 alunos digitais que acessaram os cursos e conteúdos da plataforma só este ano. 

 

online-sales-2108028_1920

Os mitos e verdades sobre Internet das Coisas e 5G

Por Dane Avanzi

Muito se comenta sobre os benefícios da nova geração de telefonia móvel, o 5G, que promete revolucionar a capacidade de transmissão de dados, tanto em volume de bytes transferidos, como em velocidade. Tal tecnologia está intimamente relacionada a outro fenômeno do mundo digital, a Internet das Coisas, comumente chamada IoT, Internet of things.

O mundo de IoT, possibilitará que inúmeros eletrodomésticos, veículos, máquinas industriais, robôs, possuam um endereço TCP/IP, capacidade de armazenamento, gerenciamento e processamento de informações. Tais dispositivos, estarão conectados à internet por diferentes redes móveis, incluindo satélites, telefonia móvel, wi fi, sistemas de radiocomunicação, entre outras.

Também haverá a possibilidade de comunicação entre os dispositivos, quando estiverem próximos, comumente chamada de M2M, ou simplesmente máquina a máquina. Quando as redes estiverem funcionando em sua plenitude, possibilitará que inúmeras situações corriqueiras da vida sejam automatizadas, deixando mais tempo livre para outros afazeres.

Nesse contexto, o impacto do mundo digital pode significar a disruptura de vários contextos interativos, produtivos e organizacionais. No âmbito industrial, a grande transformação será o conceito denominado Indústria 4.0, no qual os robôs e máquinas, gerenciarão os processos produtivos, aumentando a eficiência e produtividades das empresas.

No âmbito governamental, inúmeras políticas públicas poderão ser difundidas na modernização da administração pública, interligando atividades de diversos órgãos, aumentando a capacidade de sinergia e colaboração entre as secretarias das Prefeituras e Estados.

O ensino à distância tornará mais fácil e barato o acesso à educação, fato que ensejará maior inclusão social e reduzirá a desigualdade. Considerando que toda nova tecnologia, num primeiro momento, gera uma certa desconfiança e até mesmo resistência das pessoas, muitas fakenews a respeito do tema 5G e IoT tem sido disseminadas, o que me inspirou a produzir esse artigo.

Falando em IoT, dizem que ela acabará com os empregos. Discordo veementemente, porque os empregos convencionais em regime de CLT no Brasil estão se extinguindo por diversas razões, independente dos fenômenos decorrentes da digitalização. As razões são inúmeras, sendo as principais a carga tributária altíssima que prejudica empregado e empregador, o comportamento dos jovens que ingressam no mercado de trabalho que preferem ser empreendedores ou microempresários do que empregados, a possibilidade de trabalhar à distância, sem precisar estar fisicamente em um endereço específico, entre outras.

Ora, nesse contexto, está claro que as relações de trabalho mudaram, e, em decorrência disso, uma nova dinâmica social está emergindo. Em suma, as coisas são o que são e, parafraseando Darwin, sobrevive não o mais forte ou mais inteligente, mas sim o que melhor se adapta.

Já quanto ao 5G, há muitos vídeos e textos sem nenhum fundamento científico, distorcendo a realidade e disseminando desinformação. De todas as falácias, a mais destituída de fundamento é a de que o celular faz mal à saúde em razão da exposição do corpo humano à radiação de ondas eletromagnéticas.

A Organização Mundial de Saúde – OMS, esclarece que um grande número de estudos foi realizado nas últimas duas décadas para avaliar se os telefones móveis apresentam um potencial risco à saúde, sendo que até o momento, nenhum efeito adverso foi estabelecido devido o uso do celular.

No Brasil e no mundo, dispositivos portáteis de telecomunicações, tais como radiocomunicadores, especialmente os telefones celulares, passam por severos testes relativos a taxa de absorção específica, SAR,em inglês. Além de todos os fabricantes submeterem seus aparelhos a esses testes antes de serem comercializados, existem estudos aprofundados na OMS que estipulam limites de irradiação de ondas não ionizantes, emanadas das antenas das torres de telecomunicações.

No nosso país, a resolução 700 da Anatel, bem como a Lei Federal n. 11.934, exigem que todas as estações rádio base de telefonia móvel, bem como qualquer outro tipo de antena, inclusive as de radiocomunicação, possuam laudo assinado pelo responsável pela instalação, atestando que o referido sistema encontra-se aderente a lei. Tal arcabouço jurídico possui o fito de resguardar a preservação do meio ambiente e a saúde pública, garantindo que o desenvolvimento das TIC’s – Tecnologia da Informação e Comunicação, ocorra de forma aderente às melhores práticas internacionais.

Sobre Dane Avanzi

Dane Avanzi é advogado, empresário do setor de telecomunicações, diretor Jurídico da Aerbras – Associação das Empresas de Radiocomunicação do Brasil e Diretor Superintendente do Instituto Avanzi.

 

Dane-site

Dane Avanzi, diretor Jurídico da Aerbras – Associação das Empresas de Radiocomunicação do Brasil 

Tecnologias Corporativas são as principais aliadas para o desenvolvimento dos negócios

Otimizar o tempo de processos internos e do relacionamento com o cliente pode ser decisivo na estratégia de mercado e um grande diferencial competitivo

A tecnologia mudou a forma como as empresas fazem negócios. Com a popularização de soluções que otimizam a rotina de trabalho, é cada vez mais comum que diversos departamentos se adaptem à recursos que geram maior economia e segurança nas transações. Apenas em 2018, por exemplo, 97% das empresas tiveramproblemas para concluir e trabalhar com documentos em papel, segundo a pesquisa The State of System of Agreement, divulgada em julho deste ano pela DocuSign, empresa pioneira e líder em assinaturas eletrônicas.

Nesse cenário, a implementação de recursos digitais pode contribuir não apenas para a resolução de contratempos, mas também na diminuição da burocracia, custos com infraestrutura, flexibilização do modelo de trabalho e agilidade no fechamento de negócios. Garantir que um documento possa ser preparado, assinado, validado e gerenciado por uma única plataforma é um diferencial que tende a impactar diretamente no relacionamento com o cliente, parceiros e também com o time interno.

Para o vice-presidente de vendas Latam da DocuSignGustavo Brant, adotar métodos que resultam em benefícios para o negócio é uma maneira de se posicionar no mercado de forma mais inteligente e estratégica. “O uso da assinatura eletrônica e gestão on-line de documentos vai além da economia com impressão e manuseio de um papel, é uma forma de oferecer agilidade e diferencial competitivo para empresas de diferentes segmentos e portes. Nessa perspectiva, o uso de tecnologias que facilitam a rotina corporativa resulta em ganho de eficiência para demandas estratégicas e também de tempo para o desenvolvimento de inovações que podem fortalecer os negócios”, comenta.

Com os benefícios sendo apresentados pelos resultados obtidos por diversas companhias, é natural que a mudança de mindset frente à Transformação Digital seja uma realidade que vem ganhando ainda mais espaço no mercado. A pesquisa da companhia apontou ainda que 69% das empresas enxergam a tecnologia como fonte de aumento da produtividade dos colaboradores e 68% delas como forma de aumentar a agilidades dos seus negócios.

“Percebe-se a construção gradual de uma cultura digital, fomentando o entendimento do mercado como algo a ser pensado além dos escritórios. É importante usar de maneira inteligente os recursos que estão aparecendo no mercado e gerar mobilidade na rotina acaba impactando em diversos resultados. Todos os envolvidos se beneficiam”, reforça Brant.

Em um momento em que quase tudo é feito digitalmente, seja por um smartphone ou computador, ter um processo integrado é primordial para que haja segurança e mobilidade na hora de resolver algum contratempo. Com a suíte de soluções DocuSign Agreement Cloud, é possível transformar a maneira como se faz negócios por meio da assinatura eletrônica de documentos e contratos. A partir de mais de uma dúzia de aplicativos e mais de 350 integrações, todo o processo que envolve a identificação e formalização de documentos fica armazenado em um só lugar, com acesso restrito as partes envolvidas.

A partir de tecnologias dedicadas a aprimorar a jornada de um contrato, a DocuSign possui recursos exclusivos para assegurar que a identificação digital seja assistida também no processo de assinaturas. Assim, empresas de diferentes portes ou segmentos, conseguem garantir não só mobilidade e otimização, mas também investir em segurança do início ao fim dos seus processos de formalização.

 

Sobre a DocuSign
A DocuSign ajuda organizações a conectarem e automatizarem a maneira como preparam, assinam, agem e gerenciam acordos. Como parte do DocuSign Agreement Cloud, a companhia oferece a solução líder mundial de assinatura eletrônica, permitindo assinar documentos em praticamente qualquer dispositivo, de qualquer lugar com conexão e a qualquer momento. Hoje, mais de 500 mil clientes e centenas de milhões de usuários, em mais de 180 países, usam a DocuSign para acelerar os negócios e simplificar a vida das pessoas.

Para mais informações, visite www.docusign.com.br, ou siga @DocuSign no Twitter, LinkedIn, Facebook e Instagram.

 

business-2089530_1920

SILK chega ao mercado brasileiro aperfeiçoando a experiência de compra do cliente no varejo

Empenhada em satisfazer a demanda por automação de serviços de varejo, CUSTOM Brasil apresenta solução consagrada internacionalmenteimage002

 

A Custom, empresa italiana presente em 71 países, apresenta para o mercado nacional o SILK, sua solução completa que pode ser utilizada em qualquer tipo de estabelecimento comercial, seja para o check-out, lançamentos de comandas e etiquetas, pagamentos, entre outros.

Agregando valor através da tecnologia de processadores de última geração e design slim do produto, o SILK reduz o espaço ocupado, ao mesmo tempo em que melhora a eficiência no balcão do caixa, otimizando o tempo de venda e aperfeiçoando a experiência de compra do cliente.

Seu elegante design de pequenas dimensões torna o SILK versátil, podendo ser utilizado em qualquer tipo de mercado, desde empreendimentos fisicamente pequenos até grandes instalações comerciais, como redes de varejo, além de ser um equipamento super integrado, ou seja, pronto para a instalação do software / aplicativo comercial, “é só ligar na tomada”.

Disponível em duas versões, com 15” e 15,6”, o SILK permite a customização conforme necessidade de cada cliente, com a versão de 15” podendo ser instalado um display de clientes de 9,7”. Além disso, também conta com acessórios que possibilitam sua montagem e fixação na parede, especialmente desenvolvido para aplicações de autoatendimento.

Reconhecida internacionalmente por disponibilizar soluções fiscais completas para mais de 14 mercados no mundo, entre eles, Bélgica, Suécia, República Tcheca, Grécia e Rússia, os equipamentos CUSTOM são comumente encontrados no varejo internacional, uma vez que são fáceis de serem instalados e não requerem manutenções recorrentes.

Empenhada em satisfazer a crescente demanda por automação de serviços de varejo, a CUSTOM Brasil tem como objetivo prover para o mercado tecnologias inovadoras e de fácil utilização, disponibilizando soluções para automação que tornarão o atendimento seguro, simples e rápido.

SOBRE A CUSTOM BRASIL:

A Custom é uma “empresa de soluções de alta tecnologia” especializada em diferentes mercados verticais, onde tecnologia, inovação e customização de soluções são os elementos distintivos para o crescimento dos negócios.

Fundada em Parma em 1992 por Carlo Stradi e Alberto Campanini, a Custom usa uma rede selecionada de parceiros tecnológicos para fornecer e planejar soluções projetadas para atender às necessidades do mercado e dos clientes que integram hardware, software e serviço em 360 graus.

Hoje, com suas soluções de impressão e digitalização, o Grupo pode orientar os mercados no processo de digitalização, melhorar a experiência do cliente e deixar uma marca reconhecível em todo o mundo. Com uma abordagem que sempre começa ouvindo o cliente e se forma na busca de tecnologias simples e eficazes voltadas para o homem personalizado, marcou a evolução de diferentes setores.

Após mais de 25 anos de inovação e graças a know-how específico, o Custom Group está presente em mais de 70 países.